Educação a distância é passo para o futuro

Cliente: 
Postado em 07/11/2011

Por Carlos Eduardo Franco

Apesar de tardia, o ensino a distância já é uma realidade no Brasil. Esse fato pode ser comprovado facilmente pelos números. Segundo o Instituo Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), existem hoje cerca de 900 cursos superiores oferecidos nesta modalidade. No ano passado, mais de 350 mil brasileiros conseguiram seus diplomas de graduação em cursos a distância. 

Ao que tudo indica, esses números tendem somente a crescer, o que para o Brasil é uma perspectiva excelente. Países com um nível educacional muito melhor do que o nosso estão mais avançados nesse quesito. Para ficar em apenas um exemplo, nos Estados Unidos, já em 2008, pouco mais de 4,3 milhões de estudantes fizeram pelo menos um curso a distância. Isso representa o número espantoso de 20% de todos os alunos de graduação do país, segundo dados do Departamento de Educação estadunidense. Os números mostram também que quase, em cursos a distancia, quase 1 milhão de norte-americanos conseguem, todos os anos, o diploma de graduação.

Não é preciso ir muito longe para perceber os benefícios que essa modalidade de ensino e treinamento pode trazer ao Brasil. Com a tecnologia apropriada, é possível aumentar drasticamente a velocidade de inclusão social de pessoas que até bem pouco tempo atrás não tinham qualquer possibilidade de acessar educação de qualidade. Cursos a distância custam muito menos às entidades que os promovem, o que reflete em um preço consideravelmente mais baixo ao cidadão. Mais educação significa mais qualificação e, portanto, mais emprego, mais renda e mais qualidade de vida. E tudo isso é só uma parte pequena dos benefícios gerados.

Treinamento

As instituições de ensinos, sejam elas públicas ou privadas, já perceberam o quanto podem ganhar com boas ferramentas de ensino a distância. Esse sucesso criou, por outro lado, uma outra tendência: a aplicação dessas mesmas ferramentas para treinamentos corporativos.

Empresas em todo o Brasil estão substituindo, na medida do possível, o laborioso e caro deslocamento de colaboradores para treinamentos, palestras e cursos presenciais por encontros via internet. Com isso, elas gastam muito menos e podem promover uma interação inédita entre funcionários que antes tinham muito pouco ou quase nenhum contato. Os custos mais baixos permitem redirecionar os investimentos para outras áreas, melhorando assim os negócios de forma geral.

O Brasil com certeza ainda tem muitos grandes obstáculos pela frente até alcançar o patamar tão desejado de pleno emprego e igualdade social. Ninguém duvida que a educação, que nos últimos anos cresceu em quantidade, mas muito pouco em qualidade, é o fator essencial para resolver essa equação. Investir em ensino e treinamento a distância é apenas um dos pequenos grandes passos que devem ser dados para garantir esse futuro. 

 

Carlos Eduardo Franco é diretor da e-Genial, empresa pioneira no desenvolvimento de ferramentas para educação e treinamento a distância