Blogs corporativos, por que não? (parte 3)

Na parte 3, discutimos os principais tipos de blogs corporativos. Grosso modo, pode-se dividir os blogs corporativos em quatro tipos: o de mercado, o de relações públicas, o de recursos humanos e de suporte/educação. Cada empresa deve definir bem o escopo do seu blog, podendo inclusive fazer um mix. Mas, antes de tudo, é importante definir qual o objetivo do blog. Vendas? Ganho de marca? Gerar relacionamento?

Blog de mercado
No blog de mercado, a empresa cria um blog sobre o negócio onde atua e traz notícias relacionadas, artigos, pesquisas etc. O objetivo é tornar-se referência naquele assunto.
O blog pode ser declaradamente da empresa ou patrocinado por ela – neste último caso, deve-se tomar o cuidado de a empresa não ser citada freqüentemente, sob o risco de o blog ser considerado “comprado”.

Utilizações mais comuns:
- Falar do mercado onde a empresa atua, de forma ampla;
- Apresentar cases do mercado;
- Apresentar soluções:
- Indicar boas práticas de mercado:
- Apresentar novas tecnologias e processos;
- Recomendas eventos e publicações;
- Apresentar pesquisas de mercado.

Blog de relações públicas
No blog de relações públicas, o espaço é usado para falar diretamente da empresa e eventualmente do mercado onde atua. O objetivo é compartilhar experiências e interagir com clientes e possíveis clientes.
Neste caso, o blog deve trazer assuntos relacionados à empresa e ao seu mercado de atuação e pode (deve, aliás) ter uma linguagem mais informal.

Utilizações mais comuns:
- Divulgar e apresentar produtos e serviços:
- Divulgar e comentar eventos que a empresa participa;
- Apresentar resultados da empresa;
- Responder e citar feedbacks de clientes e parceiros;
- Divulgar cases de serviços executados pela empresa;
- Compartilhar desafios e experiências;
- Trazer artigos sobre o mercado.

Blog de recursos humanos
Tendo em vista os recursos humanos, o blog pode ser usado para facilitar a comunicação interna e/ou promover a integração entre colaboradores.
A linguagem usada deve ser informal e o blog deve apoiar a participação/interação do público interno, seja através de comentários, fóruns ou enquetes. Além disso, a empresa também pode estimular seus funcionários a produzirem blogs, como forma de aumentar a satisfação e a integração entre as pessoas.

Utilizações mais comuns:
- Divulgar eventos e projetos da empresa, como novos produtos, novos clientes, novos colaboradores etc.
- Reforçar valores institucionais da empresa;
- Recomendar notícias;
- Parabenizar aniversariantes;
- Organizar festas.

Blog de suporte técnico e educação
O blog pode também ser um excelente canal de suporte técnico e educação, trazendo conteúdo técnico e educacional, na forma de wikis, FAQs (perguntas mais freqüentes) e funcionalidades dos produtos/serviços.
No que toca ao atendimento, o blog pode trazer recurso de chat online e abertura de chamados, o que diminui custos de atendimento telefônico, por exemplo. Tem a vantagem de manter o conteúdo sempre online e atualizado, podendo ser pesquisado posteriormente pelo cliente ou pelo próprio suporte para resolver de forma mais rápida às solicitações. Além disso, humaniza o atendimento da empresa e mostra que ela é aberta ao cliente.

Utilizações mais comuns:
- Conteúdo educacional, como manuais de uso e dicas;
- Wikis e FAQs (perguntas e respostas);
- Fóruns de discussão;
- Chats;
- Responder reclamações publicamente

Na parte 4, discutiremos sobre a divulgação do blog de sua empresa.

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Por favor responda esta pergunta, como prevenção anti-spam.
Image CAPTCHA
Digite os caracteres exibidos na imagem.